Guia de destino: Buenos Aires

Buenos Aires é a principal cidade visitada por turistas brasileiros no exterior. Pode-se dizer que um fator determinante para isso é a distância, mas não podemos negar que a capital dos hermanos tem seu charme. A cada visita, descobrimos mais lojas, restaurantes e lugares incríveis para conhecer.

Como metrópole que é, Buenos Aires é um destino completo. Perfeito para mergulhar em uma cultura diferente da nossa. Pratos típicos e tango são exemplos de coisas indispensáveis em uma visita à capital da Argentina.

Seu estilo cheio de parques lembra muito algumas cidades europeias. É um convite para sair aos domingos e fazer caminhadas, corridas, andar de bicicleta e muitas outras atividades ao ar livre. Tudo isso contrastando com uma cidade barulhenta que possui trânsito típico das grandes metrópoles da América do Sul.

Repleto de lugares clássicos para visitar como o Caminito, Casa Rosada, Obelisco, Teatro Colón, Puerto Madero e muitos outros, esse destino requer alguns dias para que tudo isso seja apreciado.

Do o clássico ao moderno, do frio ao calor, Buenos Aires tem condições de agradar todo o tipo de turista, jovens e idosos, de todos os gostos.

Buenos Aires

  • Quando ir?

Fica a cargo do visitante decidir se quer visitar Buenos Aires aproveitando o calor ou o frio. Com as quatro estações bem definidas, também é possível aproveitar a primavera ou o outono e fugir do calor ou frio extremo.

Alta temporada ocorre em julho, agosto, dezembro e janeiro. Nesses períodos a cidade fica mais cheia e é interessante reservar hotéis e passeios com atencedência.

Chove menos durante o inverno, e a temperatura nesse período tem uma média de 12 graus podendo chegar à zero. Já durante o verão, as temperaturas chegam facilmente a 30 graus e a sensação de calor aumenta devido à umidade.

Há eventos e grandes shows acontecendo na cidade praticamente o ano inteiro. Para quem gosta de ópera, o Teatro Colón tem espetáculos incríveis.

  • Onde ficar?

Depende muito do gosto do visitante a escolha da região para se hospedar em Buenos Aires. As opções de hotéis são muitas, e há também a possibilidade de alugar apartamentos.

A região central é melhor por estar próxima de muitos pontos turísticos e do acesso a todos os meios de transporte. Além disso, os hotéis dessa região costumam ter um ótimo custo benefício.

Quem procura por um bairro mais nobre, pode ficar na Recoleta, perfeito para realizar caminhadas nas ruas charmosas, além de ser bonito em bem localizado. O lado negativo da Recoleta é o preço dos hotéis, que tende a ser maior.

Para curtir a noite e fazer compras, a melhor opção é Palermo.

Além destes, podemos destacar os bairros Puerto Madero e San Telmo que possuem muitas boas opções de hospedagem e acesso ao transporte público.

  • Onde comer?

Comer bem e barato é muito comum na capital argentina. Aproveite o tempo na cidade para provar as carnes, doce de leite, alfajores e vinhos de excelente qualidade.

Caso você goste de carne bem passada, não esqueça de solicitar isso ao garçom. Se não fizer isso, ela será servida vermelha por dentro. Esse é o padrão argentino.

Você verá inúmeras lojas Havanna na cidade, onde é possível comprar vários lanches, alfajores, doce de leite, entre outras coisas.

Outro ponto interessante para visitar é o Café Tortoni, que está aberto desde 1858.

Quando o calor estiver grande, passe na sorveteria Freddo, muito conhecida pelas saborosas opções de sorvete que disponibiliza, com destaque para o de doce de leite, é claro.

Buenos Aires

  • Dicas
  1. Brasileiros podem entrar na Argentina apenas com o RG, não é necessário passaporte nem visto. Isso porque o país faz parte do Mercosul.
  2. Os restaurantes cobram uma taxa chamada cubierto, que não é a mesma coisa que gorjeta.
  3. A moeda oficial da Argentina é o peso. A melhor forma de realizar câmbio é levar reais e trocar por lá mesmo.
  4. Fique atento ao andar com bolsas por Buenos Aires. A cidade é mais segura em relação ao que estamos acostumados no Brasil, porém, furtos são comuns principalmente em lugares bastante movimentados.
  5. Fique atento ao andar de taxi. Apesar de ser uma ótima opção devido ao baixo custo, alguns taxistas costumam aplicar golpes em turistas devolvendo menos troco ou passando notas falsas. A dica é usar aplicativos de navegação para ter uma ideia do percurso e ficar esperto com o dinheiro.

 

Fonte: Melhores Destinos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *